Calota

Como escolher a calota ideal para seu carro

calota silva jardim
Escolher calota pode parecer tarefa fácil. Mas, isto é apenas aparência. Existem diversos consumidores que se queixam dos problemas pós-compra.

Entre as principais reclamações está a baixa resistência contra os impactos, ou seja, por qualquer dano a estrutura fica amassa ou sai da roda.

É muito comum acontecer o seguinte: Ao estacionar ocorre aquela ralada na calota que também sofre um ligeiro impacto da guia. Quando os motoristas voltam a ligar e trafegar com o automóvel, de repete, observam suas calotas rodarem à primeira curva.

Sem dúvidas este fato ocorre por causa da má escolha das calotas, que não precisam ser apenas bonitas, mas devem trazer leveza (para não atrapalhar aerodinâmica) e grande resistência contra impactos.

12 dicas para escolher a calota perfeita

1

Entre os principais objetivos da calota está àquele mais esperado por grande parte dos consumidores: Melhorar o visual. Estes acessórios conseguem modificar a parte exterior do carro para melhor ou pior, cabendo ao proprietário fazer escolha certas conforme seus perfis pessoais.

2

Calotas trazem visual bonito aos carros com rodas de aço. Ou seja, não adianta comprar tamanho maior de calota do que existe na roda, porque este item jamais se encaixará perfeitamente.

3

As melhores calotas presentes no mercado atual são fabricadas com plástico ABS, material mais forte e resistente contra impactos do que o plástico convencional. Ao comprar fique atento também à alta flexibilidade comum dos principais produtos nos dias atuais!

4

Jamais adquira acessórios que não possuem selos de qualidade comprovando os testes à resistência contra os impactos, tais como do INMTERO, por exemplo. Optar por acessórios baratos que não foram testados nunca será vantajoso ao consumidor.

5

Ao contrário do que se possa imaginar, as calotas originais não representam opções mais seguras e confiáveis. Isto porque embora tenham ajustes perfeitos, nos carros populares são feitas com material barato que deixam de resistir longo tempo por causa do trânsito caótico.

6

As réplicas ou os produtos feitos por empresas especialistas neste tipo de acessório transmitem maior confiança. Isto porque estas marcas trabalham com grandes especialistas que concentram esforços para oferecer itens seguros, resistentes, em beleza inigualável.

7

Ao comprar réplicas é preciso escolher marcas que se adaptam de forma perfeita às calotas originais, instaláveis sem problemas com os próprios parafusos da roda de fábrica. Apenas desta forma existe a plena certeza em comprar item que garante ficar fixo, sem risco de sair rolando no acostamento.

8

O mercado está repleto de modelos com alta qualidade, além de estética invejável, mas que pecam no simples detalhe de serem fixos apenas no encaixe do contorno da roda, o que não é aconselhável em termos de segurança porque o acessório pode soltar facilmente.

9

Vale destacar que a dica para escolher calota perfeita, sobre o encaixe ideal com parafusos originais, também vale às calotas parciais, àquelas menores que ficam presas na parte central da roda. Para quem não sabe, este acessório ajuda a esconder ponteiras, porcas e parafusos.

10

Quanto à manutenção na grande parte das calotas não há grandes preocupações. Mas, existe sempre a necessidade de manter limpa e lavada para não acumular sujeira, evitando prejudicar a estética exterior do automóvel.

11

Nos dias de hoje existem calotas com aros menores que aparentam maior tamanho em consequência do efeito estético. Pode ser uma dica interessante para quem quer ficar com acessório grande, mesmo quando não existe espaço no encaixe à roda.

Não se pode ignorar o grande problema deste tipo de calota quanto às extremidades, que ficam em contato com a parte lateral dos pneus, aumentando o desgaste da borracha e risco de estouro.

Por este motivo se pode afirmar que a escolha da calota perfeita se relaciona à economia de combustível.

12

Por fim é importante comentar os problemas que existem nas calotas fechadas. De acordo com especialistas, estes tipos de modelos prejudicam a corrente de ar que segue aos freios, gerando superaquecimento no sistema.

Como se sabe, quando existe grande temperatura no sistema de freios fica prejudicada a durabilidade das pastilhas, reduzindo o poder da frenagem, ou seja, aumentando as chances dos acidentes no trânsito.

Assuntos relacionados:
Calota Araruama, Calota Saquarema, Calota Bacaxá, São Pedro da Aldeia, Iguaba e Cabo Frio
Sugestões
Pneus | Amortecedor | Tapete | Capas